Comemorando 50 anos de Servio e Amor ao Mestre

  Ano de 2017 – Ano do jubileu de ouro da Igreja Batista Memorial de Jundiai.

‘‘E santificareis o ano qüinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família.” (Levítico 25.10).
No Ano de Jubileu, os escravos tinham a sua liberdade restaurada (Leviticos 25.10). Todos os servos ou escravos estavam em condições de obter a sua liberdade (Leviticos 25.39-46; Jr 34.8-14). O Ano do Jubileu era o ano de proclamar liberdade na terra a todos os seus moradores.
Neste ano especial as posses eram devolvidas e cada um voltava a ser dono de suas propriedades (Levíticos 25.13). Todos os bens eram restituídos e todas as dividas eram perdoadas.
O Ano do Jubileu é o mesmo Ano da Graça do Senhor proclamado pelo Senhor Jesus na primeira pregação que Ele fez em Nazaré no inicio do seu ministério (Lucas 4.18-21).
Temos o privilégio de celebrarmos com alegria e gratidão, honrando a memória daqueles que nos antecederam e plantaram a semente para sermos o que somos hoje, pela graça de Deus.  O Senhor Jesus apregoou e  viveu o ano do Jubileu “ o Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, a pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do SENHOR”.
Que durante este ano possamos viver de forma mais intensa o nosso Jubileu, que possamos nos libertar de tudo o que nos impede de vivermos plenamente Cristo em nossas vidas. Que O nosso amor possa ser traduzido não somente através das palavras, mas de ações que glorifiquem ao Senhor, que a nossa casa possa se abrir para os necessitados e que o templo que edificamos ao Senhor possa sempre ter um lugar para aqueles que querem conhecer ao Senhor e servi-lo.
A oração de Paulo e a  nossa oração: Colossenses 1:9-12
‘‘Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual;
Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus;
Corroborados em toda a fortaleza, segundo a força da sua glória, em toda a paciência, e longanimidade com gozo;
Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz...’’
 
        Pr. Adérson 



VOLTAR