Medo do Desconhecido

      Se você serve ao mesmo Deus que eu, haverá momentos em que Ele chamará você para fazer algo assustador para o avanço do Reino dEle.

O motivo pelo qual esses medos nos aborrecem é porque não somos soberanos. Não sabemos o que vai acontecer no dia de hoje, nem no mês ou no ano que vem. Mas há algumas poucas coisas que sabemos sobre as Escrituras e, nesses momentos de medo, precisamos pregar tais verdades a nós mesmos vez após vez:
 
1 – Quando Deus nos envia, ele vai junto conosco.
A Grande Comissão é dividida em duas promessas: poder divino (“toda autoridade”) e presença divina (“estou com vocês todos os dias”). Não interessa o que vem depois da ordem “Vá!”, porque Jesus garante que será impossível estarmos em uma situação, um local ou relacionamento sozinhos.
 
2 – Deus capacita aqueles a quem envia.
Deus nunca é um mordomo ruim dos dons com os quais Ele nos abençoa. Ele não apenas nos dá esses dons, mas também nos dá oportunidades específicas nas quais eles podem ser usados.
 
3 – Deus concede provisão junto com o chamado.
Eu já repeti isso muitas vezes: se Deus pôs um Mar Vermelho bem diante de você e pede que você atravesse, então, Ele construirá uma ponte, ou mandará um bote, ou dará a você a capacidade de nadar, ou abrirá as águas. Se Ele chama você para o outro lado, então Ele fará com que você consiga chegar lá.
 
4 – Deus redime nossas falhas.
Além da nossa falta de soberania sobre as situações, também temos medo do desconhecido porque tememos a nós mesmos. Eu queria muito dizer que meu ministério tem sido livre de falhas até aqui, mas eu não posso. Ou seja, não é raro termos medo diante das oportunidades porque tememos estragar tudo de novo.
 
É aí que as palavras do Senhor ao Apóstolo Paulo são necessárias. Ele disse “a minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. (2 Coríntios 12:9)
 
Alguns dos momentos mais preciosos do meu ministério aconteceram nas ocasiões das minhas falhas. Nossos fracassos não são um armário cuja porta Deus fecha com força e solenemente ignora, mas, em vez disso, são uma nova porta que Ele abre, e que nos leva à transformação.
 
Então, da próxima vez que Deus chamar você para o desconhecido, não tenha medo de ter medo, e não permita que esse medo paralise você. Lembre-se, Jesus lhe acompanha, capacita, provê e trabalha em sua vida mesmo quando você falha!
 
        Pr. Paul Tripp
 



VOLTAR