Dia do Pastor

Como é bom comemorar uma data e homenagear pessoas, e hoje comemoramos o dia do pastor e queremos nos alegrar com os nossos pastores.

A palavra “pastor” dentro da igreja, é repleta de significados. Pensamos no homem que se alegra em festas, casamentos, aniversários e nascimentos e também chora em visitas hospitalares, velórios e enterros. E não raras vezes esses acontecimentos se entrelaçam no tempo e nas horas. É comum o pastor festejar e se alegrar com alguns irmãos e rapidamente sair para chorar com outros.

Porém, essas são algumas das situações vivenciadas no cuidado ao povo de Deus, à igreja, sendo que a principal missão é levar as boas novas da salvação. Quanta alegria ao coração do pastor por um arrependido, uma pessoa que se converte e entrega a vida a Jesus. O pastor comemora a grande alegria celestial, compartilhada aqui na terra. E quanta tristeza por um coração rebelde, que se afasta da igreja pela dureza, astúcia ou rebeldia do coração.
 
Bom seria se a vida do pastor fosse feita com constantes alegrias, mas quantas vezes ele sobe ao púlpito para entregar a Palavra de Deus com o coração despedaçado, por motivos que a igreja desconhece. Ser pastor pode representar solidão, pois quem está preparado para ser um amigo dando suporte sem julgar? Por isso a família é tão especial, devendo amar incondicionalmente.
 
Os pastores são guias a fim de conduzirem a igreja, Hb 13: 7 e 17. É um ministério dado pelo Senhor Jesus, Ef 4: 11 e nós devemos ser ovelhas submissas, Ez 34: 15.
 
Na igreja há quatro tipos de ovelhas: as que trabalham e não dão trabalho; as que trabalham e dão trabalho; as que não trabalham e não dão trabalho e que não trabalham e dão trabalho. Devemos nos empenhar para sermos o primeiro tipo de ovelhas, trabalharmos e não darmos trabalho!
 
O pastor conduz a igreja em seu fortalecimento, crescimento e solidez, preparando-a para as dificuldades a serem enfrentadas no dia a dia. 
 
A igreja deve amar, respeitar e cuidar dos seus pastores, pois são homens escolhidos e postos por Deus para o direcionamento do corpo de Cristo.
 
Finalizo transcrevendo uma parte do texto escrito por Chagas, M. R. “Assim é o nosso pastor, sério quando é preciso, severo em alguns casos, triste com o sofrido, sempre honesto e preciso...Está sempre atento à igreja, esperando que ela seja, forte, fiel e benfazeja, amando como Cristo deseja”.
 
Parabéns Pastor Adérson e Pastor Manassés que Deus  possa conduzi-los nessa jornada.



VOLTAR