Em Busca da Maturidade Crist - As marcas de uma Igreja que faz a Diferena

     Após um tempo de oração e ouvindo a voz do Senhor, senti o desejo de trabalhar com a Igreja Batista Memorial de Jundiaí, durante o ano de 2016 o tema: “EM BUSCA DA MATURIDADE”. Somos uma igreja relativamente nova em termos de tempo de membresia, embora tenhamos 48 anos. Nestes vinte anos saímos de um rol de membros de 60 irmãos, para mais de 700 sem considerar crianças e pessoas que frequentam e ainda não se tornaram membros, o número ultrapassa 1000 mil pessoas. 

     Só há uma maneira efetiva de consolidarmos o “cuidado uns com outros”, tema que trabalhamos o ano de 2015, é tendo maturidade espiritual, e alcançaremos esta maturidade quando deixarmos de ser ouvintes da Palavra, mas praticantes, ensinar o que aprendemos, cuidar como fomos cuidados, evangelizar como fomos evangelizados, amar como fomos amados e servir como fomos servidos e orar como oraram por nós. 
     Precisamos fazer a diferença. Fazer diferença é se destacar no meio daquilo que é normal gerando influências positivas. É ter a coragem de inovar no meio em que se está buscando novas soluções, novas direções, novos alvos e objetivando alcançar propósitos. É também através de atitudes e perseverança conquistar valores que se tornem referências para outros. “Nossa igreja precisa fazer a diferença no meio desta geração corrompida e perversa”. 
     Como igreja viva de Cristo precisamos estar voltados para as coisas de Deus; isto nos remete a uma sintonia direta com o Senhor e que não pode ser quebrada. Nossa comunicação com Deus precisa estar sempre em bom funcionamento.
     Aquele que foi Salvo pela Graça de Cristo, entregou 100% de sua vida para Jesus; Cristo se torna a razão do viver de seus servos. Isto implica Cristo estar no centro de nossas vidas. Ele ter o controle de nosso viver. Ele precisa estar na direção plena de nossas vidas. Se queremos fazer a diferença como igreja e ser vitoriosos, é necessário entregar totalmente as nossas vidas a Cristo. Ele precisa ser a razão plena do nosso viver.
     Como servos de Deus precisamos lutar contra a natureza humana e pecaminosa. O segredo da vitória sobre o pecado está na busca de Deus que deve ser vivida sempre por todo aquele que teve um encontro real com Cristo. Isto se dá quando santificamos nossas vidas ao Senhor. Quando há busca pelo alimento que é a Palavra de Deus, quando há envolvimento com a oração, quando há envolvimento com a Igreja. Desta forma nos tornamos instrumentos de bênçãos sendo usados efetivamente na obra do Senhor. Logo, não haverá espaço para alimentar a carne e assim a vitória sobre o pecado será instaurada nesta vida. 
     Viver no amor e comunhão de Cristo. Esse é outro aspecto importante que não pode ser esquecido por aqueles que desejam fazer diferença como Igreja. O milagre precisa começar dentro da própria Igreja. Somos Corpo de Cristo e individualmente membros uns dos outros. Logo, o amor e a comunhão precisam ser uma realidade em nossas vidas. Não basta amar e ter comunhão apenas de palavras. É necessário viver essas verdades. A União comum é uma evidência de que há amor na vida da igreja. Um abraço, um sorriso, uma visita, a ajuda mútua e muitos outros, são atitudes que demonstram na prática o amor e comunhão que devem ser vividos pela igreja. Isto é fazer diferença.
     O resultado que iremos experimentar diante de toda esta nossa realidade é sem dúvida um envolvimento pleno com a vontade de Deus. Atingimos então o querer de Deus para nossas vidas. Nossas atitudes então se tornarão  a Adoração que Deus deseja ver em seus filhos. Não há dúvidas de que uma igreja experimentando esses valores fará a diferença onde está plantada e influenciará muitas vidas que serão tocadas pelo Espírito a tomarem a decisão de aceitar a Cristo como Salvador. Haverá um grande reboliço na vida desta Igreja e ela atingirá seus propósitos diante de Deus.
     Conto com o seu envolvimento, participação e crescimento em busca da maturidade cristã.
 
     Pr. Adérson A. Cardoso



VOLTAR